quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Seminário no Museu do Índio termina com debate sobre a beleza no envelhecimento

A questão da beleza no envelhecimento foi o tema da palestra de encerramento do ciclo Beleza: Diálogos e Confrontos.  A iniciativa, promovida pelo Museu do Índio, em parceria com a PUC- Rio, aconteceu durante todo o mês de outubro.

Assuntos como o culto ao corpo e a história dos padrões de beleza, entre outros, foram apresentados por antropólogos, psicanalistas e pesquisadores.  Nesta quarta-feira(29/10),  último dia do seminário, o tema Tiranias da beleza II. Há beleza no envelhecimento?”  foi apresentado pela psicanalista Junia de Vilhena  e pela antropóloga Tania Dauster. O público lotou o auditório do MI  e enriqueceu o debate com perguntas e intervenções sobre o assunto. 







Vale lembrar que a exposição Ashaninka: O Poder da Beleza, que inspirou a realização do ciclo de palestras, permanece aberta ao público no Espaço Museu das Aldeias do Museu do Índio. Rua das Palmeiras, 55, Botafogo/ RJ. 

Comunicação Social/ MI
30/10/2014


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Projeto de incentivo a pesquisa, leva moradores da comunidade Dona Marta ao Museu do Índio

34 moradores,entre jovens, crianças e adultos, da comunidade Dona Marta, estiveram nesta sexta-feira (24/10) no Museu do Índio, em Botafogo/ RJ. A iniciativa aconteceu no âmbito do projeto Indústria do Conhecimento, do Sistema SESI/ FIRJAN. Durante a visita o  grupo conheceu a exposição Ashaninka (AC), no Espaço Museu das Aldeias e um pouco da arte indígena,  no  Espaço Índio e Arte,  do MI. Depois, os visitantes assistiram  vídeos com temática indígena no novo espaço da Biblioteca Marechal Rondon, criado este ano, para atender o público infantil.



Dois dias antes(22 /10), o projeto da FIRJAN,  havia levado os moradores da comunidade do Morro Azul ao Museu do Índio, para conhecer a cultura indígena brasileira. 

Presente em 41 favelas do Rio de Janeiro, a ação visa estimular práticas de estudo e pesquisa. Mais de 1 milhão de pessoas foram beneficiadas  em quatro anos de existência. Clique aqui para saber mais.  


Comunicação Social/ MI
02/10/2014

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Biblioteca Marechal Rondon na rota de projeto voltado à comunidades cariocas


Crianças e jovens da Comunidade do Morro Azul em contato com as  culturas indígenas durante visita, nesta quarta-feira (22/10), ao Museu do Índio. Iniciativa do  projeto Indústria do Conhecimento, do Sistema SESI/FIRJAN.
Nesta sexta-feira (24/10) será a vez dos jovens do Santa Marta conhecerem o novo espaço infantil da Biblioteca Marechal Rondon, do Museu do Índio.
Presente em 41 favelas do Rio de Janeiro para estimular práticas de estudo e pesquisa, o projeto já ultrapassou a marca de 1 milhão de atendimentos em quatro anos de existência. Clique aqui  para saber mais.


Comunicação Social/ MI
23/10/2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Piquenique de Histórias no Museu do Índio

A 8ª Primavera dos Museus acontece este ano com o tema Museus Criativos. E o Museu do Índio participa da iniciativa com um evento prá lá de especial. Durante todo o mês de outubro, um divertido piquenique de histórias com muita imaginação e interatividade vai ocupar o jardim do museu.
Você é nosso convidado para vir e ouvir histórias que os povos contam nas aldeias, nas cidades, nas redes, nos sofás. Histórias que vêm de longe para encantar as suas tardes. Participe das rodas de leitura e traga seus livros para a cesta da troca. 
Os encontros acontecem aos sábados e domingos, sempre a partir das 14 h.
Convide a família e os amigos.
E aproveite a visita para conhecer a exposição Ashaninka: o Poder da Beleza. Grátis! 
Comunicação Social/ MI
14/10/2014

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Museu do Índio na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2014

A cultura Karajá é o tema que o Museu do Índio apresenta na 11ª edição da SNCT. Os Karajá, que se auto-designam Iny [i'nã], são habitantes indígenas imemoriais da bacia do rio Araguaia, na ilha do Bananal e cercanias,
entre os estados de Tocantins, Pará, Mato Grosso e Goiás.
Compreendem três subgrupos que compartilham a mesma matriz cultural e linguística - os Karajá, propriamente ditos (Iny mahãdu), os Javaé (Ixãju mahãdu) e os Xambioá (Ixãbiòwa) - os Karajá do Norte. A língua karajá, Inyrybe ("a fala dos Iny"), pertencente ao tronco linguístico Macro-Jê, é ativamente falada por todas as gerações na maioria das aldeias.
Os Iny estão hoje plenamente integrados e inseridos na sociedade nacional - têm RG, CPF, título eleitoral e conta em banco. Dominam o português como segunda língua, trabalham, viajam. Enfim, são cidadãos brasileiros e estão antenados ao mundo globalizado contemporâneo.

A exposição fotográfica Iny Karajá, que integra a programação do Polo Jardim Botânico (RJ), é uma ótima oportunidade para conhecermos um pouco mais sobre esse povo.
Este ano, com o tema "Ciência e tecnologia para o desenvolvimento social", o calendário da SNCT reúne 23.337 atividades programadas por 412 instituições em 391 cidades brasileiras.


PROGRAMAÇÃO
POLO JARDIM BOTÂNICO -RJ
Rua Jardim Botânico, 1.008
16 a 18 de outubro, das 9 às 17h
▶ Ciência Hoje - Instituto Ciência Hoje
▶ Doação de mudas florestais - CEDAE
▶ Esquete SOS Planeta Terra - TRT Rio de Janeiro
▶ Exposição Do início ao fim do mundo - Instituto Ambiente em Movimento
▶ Exposição fotográfica Os Iny Mahãdu (Karajá) - Museu do Índio
▶ Exposição temática sobre manejo e conservação de solo e água - Embrapa Solos
▶ Maleta de solos/Maleta do botânico/Se essa aleia fosse minha/Horto móvel/Áreas de risco/Contação de história - Museu do Meio Ambiente
▶ Material institucional – FINEP
▶ Mostra interativa/Exposição Dengue - Museu da Vida/Fiocruz
▶ Mostra VerCiência - VideoCiência Produções/MCTI
▶ Vídeos/Site/Palestra A escolha profissional e as carreiras em ciência - Academia Brasileira de Ciências
▶ Visitas trilha histórica e exposição do Centro de Visitantes/Herbário/Carpoteca/Desenho botânico/Lâminas de lenho/Abelhas sem ferrão/Vídeos/Mostra de insetos/Oficina de arranjos florais – JBRJ
Mais informações:
http://semanact.mcti.gov.br/web/snct2014


Comunicação Social/MI

13/10/2014

I Seminário de Cerâmica Indígena no MI

As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas. A iniciativa, promovida pelo Museu do Índio, vai acontecer de 04 a 08 de novembro, durante a Semana Nacional da Cultura.
O evento terá como objetivo incentivar o debate e o interesse sobre essa forma de arte. O seminário pretende, ainda, estimular o saber fazer, por meio de atividades de interação do público, com 10 ceramistas indígenas de diversas etnias. Além disso, os participantes terão a oportunidade de conhecer o rico acervo de objetos cerâmicos do Museu do Índio.
Durante os cinco dias do seminário, serão realizadas oficinas, debates, exibição de filmes e lançamento de livros, além de uma mostra de peças para venda.
O evento contará com a presença de lideranças indígenas e renomados pesquisadores. 
Realização Museu do Índio/ FUNAI, em parceria com UNESCO, UNESP e Sociedade dos Amigos do Museu do Índio.
Investimento: Profissionais- R$200,00 Estudantes - R$100,00
Informações: (21) 3214 8718 ou pelo email: estudos.pesquisas@museudoindio.gov.br
Rua das Palmeiras, 55, Botafogo - RJ 

PROGRAMAÇÃO
Dia 04/11 – TERÇA-FEIRA – Exposições e coleções contemporâneas de cerâmica indígena
9:00 – Credenciamento
10:00/12:00 – "Duas experiências contemporâneas: a cerâmica Palikur, processo de uma arte em desuso. Cerâmica Kadiweu: uma exposição em Berlim e seus desdobramentos", Lux Vidal
14:00/15:00 – "As coleções de cerâmica do Museu do Índio", Ione Couto e Renata Curcio
15:00/16:00 – "Terena e Kadiwéu – uma experiência de inventário e de qualificação indígena de acervos museológicos, por ceramistas indígenas Kadiwéu e Terena, com Sheila Sá e Rômulo Sá.
16:00/18:00 – Mostra de Filmes
Dia 05/11 – QUARTA-FEIRA – Conhecimentos e expressões indígenas em cerâmica
9:00/11:00 - Palestra: "Cerâmica Suruí de Rondônia, Processos e Procedimentos", por Jean-Jacques Vidal
11:00/13:00 – Palestra: "Cultura material e ornamentação corporal: o campo da arte gráfica Asurini", por Regina Muller;
14:00/16:00 – Palestra: "Ritxoko: a trajetória morfológica da cerâmica figurativa Karajá", por Chang Whan
16:00/18:00 – Mostra de Filmes
Dia 06/11 - QUINTA-FEIRA - A produção artística indígena e a fabricação de si
9:00/11:00 - "O pote e a cabaça: cerâmica e gênero entre os Wayana. ", por Lucia van Velthem
11:00/13:00 – "O registro imaterial na materialidade da fabricação de si", por Carla Dias
14:00/16:00 - "A complexidade do objeto da salvaguarda: a cerâmica baniwa no âmbito do prodocult/MI", por Thiago Oliveira
Dia 07/11 - SEXTA-FEIRA – Oficinas com ceramistas indígenas I: Modelagem e Pintura
9:30 – 12:30 - Oficina Suruí
14:00/17:00 – Oficina Asurini
17:30 – Mostra de Filmes
Dia 08/11 - SÁBADO – Oficinas com ceramistas indígenas II: Modelagem e Pintura
9:30 – 12:30 - Oficina Karajá
14:00/17:00 – Oficina Kadiwéu e Terena
17:30 – Mostra de Filmes
Inscrições Abertas. Vagas Limitadas.
Valores: profissionais: R$200,00 - estudantes: R$100,00
Informações: (21) 3214-8718 - email: estudos.pesquisas@museudoindio.gov.br
Rua das Palmeiras, 55 – Botafogo
Cep.22.270-070 – Rio de Janeiro – RJ
www.museudoindio.gov.br


Comunicação Social/ MI

13/10/2014

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Abertura do ciclo de palestras Beleza: Diálogos e Confrontos no Museu do Índio

O tema “Uma mesma beleza?” abriu o ciclo de debates Beleza: Diálogos e Confrontos realizado pelo Museu do Índio em parceria com o Núcleo de Doenças da Beleza da PUC –Rio.
A prof. Ieda Tucherman, a linguísta Bruna Franchetto e o curador da exposição Ashaninka: O Poder da Beleza, Peter Beysen , falaram aos participantes no auditório do MI. 






A próxima palestra será no dia 15, com o tema “Tiranias da Beleza I: Abra os olhos e feche a boca”. Os encontros serão realizados, até o final de outubro, sempre às quartas-feiras, a partir das 19 h no Museu do Índio – Rua das Palmeiras, 55/ Botafogo – RJ.  Entrada gratuita. Os interessados podem obter mais informações pelo telefone(21) 3214 8730, de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 h ou no correio eletrônico ciclodepalestras.mi@gmail.com . 


Palestras e palestrantes 
- dia 08/10 
Uma mesma beleza? 
Ieda Tucherman – Prof.  do Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Comunicação da UFRJ, pesquisadora  do CNPq,  autora do livro “Breve história do corpo e de seus monstros”. 
Bruna Franchetto – Prof.  e  coordenadora do Programa de Pós Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional/ UFRJ.  Coordena também , o Projeto de Documentação de Línguas Indígenas do Museu  do Índio/ FUNAI e UNESCO.   Autora de inúmeras publicações, além de assinar a organização do livro “ Ikú Ügühütü Higei: Arte gráfica dos Povos Karib do alto Xingu com mestres Karib. 
- dia 15/10
Tiranias da Beleza I: Abra os olhos e feche a boca
Joana V. Noaves – Prof.  do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicanálise, Saúde e Sociedade da Universidade Veiga de Almeida. Coordenadora do Núcleo de Doenças da Beleza da PUC-Rio.  Autora dos livros “O intolerável peso da feiúra” e “Com que corpo eu vou?”  entre outros .
José Durval Cavalcanti de Albuquerque – Psiquiatra, psicanalista, menbro da International Federation of Psychoanalytic  
- dia 22/10
O Poder da Beleza
Auterives Maciel – Filósofo, prof do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicanálise, Saúde e Sociedade da Universidade Veiga de Almeida.  Autor do livro “Os pré-socráticos – a invenção da razão.” 
Regnia Muller – Desenvolve o projeto temático “Antropoligia da Performance: drama e ritual , pela USP/ UNICAMP. Autora de inúmeos artigos  e organizadora de várias publicações , entre elas “Performance, arte e anropologia”. 
- dia 29/10
Tiranias da beleza II. Há beleza no envelhecimento? 
Junia de Vilhena –  Psicanalista. Professora do programa  de pós graduaçao em psicologia clínica da PUC /RJ. Coodenadora  do Laboratório Interdisciplicar de Pesquisa e Intervenção Social da PUC/ RJ .   
Tania Dauster – Antropóloga. Prof. emérita da PU/ RJ. Coordenadora da pesquisa “Fundadores – a contrução da memória , da PUC/ RJ. Organizadora das  publicações  “Por que ler?” (FAPERJ/ LAMPARINA  e “Etnografia e Educação” .  

Comunicação Social/ MI
10/10/2014

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Beleza em alta no Museu do Índio

O Museu do Índio convida para o seminário Beleza: Diálogos e Confrontos, realizado em parceria com o Núcleo de Doenças da Beleza da PUC-Rio. O assunto, já em destaque na exposição "Ashaninka: O Poder da Beleza", ganha nova abordagem com a realização do evento, que acontece a partir do dia oito. Em debate, temas como a beleza no envelhecimento, o culto ao corpo e a história dos padrões de beleza. Os encontros serão semanais e vão acontecer durante todo o mês de outubro. Os interessados podem se inscrever pelo telefone (21) 3214 8730, de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 h ou no correio eletrônico ciclodepalestras.mi@gmail.com . Evento gratuito.


Comunicação Social/ MI
06/10/2014

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Você já esteve no Museu do Índio?