quinta-feira, 24 de abril de 2014

Acervo do Museu do Índio pode ser visto em Niterói

Duas mostras reunindo 100 peças do Museu do Índio estão sendo apresentadas nos espaços expositivos do Museu de Arte Popular Janete Costa.

A exposição Artes Indígenas e etnodesign: "vontade de beleza" é composta de peças, fotos e filmes sobre a produção indígena de objetos utilitários e ao mesmo tempo artísticos, definidos por especialistas como "etnodesign". A mostra é uma oportunidade para os visitantes conhecerem a diversidade da cultura material de diferentes povos indígenas brasileiros. A curadoria é do diretor do Museu Janete Costa, Wallace de Deus


Já na exposição Poética Karajá: arte Iny" o público confere a produção artística Karajá(TO). A mostra reúne peças em plumária, palha, madeira, cerâmica, miçanga e cabaça. A curadoria é assinada pela coordenadora do Projeto de Documentação de Culturas Indígenas do Museu do Índio - Prodocult, Whan Chang.


Aberta ao público desde o dia 16  de abril, as exposições são resultado de uma parceria iniciada este ano entre o Museu do Índio e o Museu Janete Costa. As duas mostras  fazem parte da série de eventos especiais programados pelo MI para celebrar o Dia do Índio (19/04).

Vontade de beleza: peças de várias etnias despertam o interesse
dos visitantes
Trabalho dos Baikiri (MT) em destaque
Parceria: a coordenadora do Prodocult e o diretor do Museu
Janete Costa assinam as curadorias
Dança Pataxó (BA) na inauguração das exposições
Peça Karajá pertencente ao acervo do Museu do Índio

O Museu Janete Costa fica aberto de terça a domingo, das 10 às 18 horas. As exposições podem ser vistas até o dia 16 de agosto. O endereço é Rua Presidente Domiciano, 178, Ingá - Niterói RJ.
De graça.


Veja mais fotos aqui


Comunicação Social/ MI
24/04/2014

domingo, 20 de abril de 2014

19 de abril no Museu do Índio

Cerca de 350 pessoas prestigiaram, neste sábado (19 de abril),  as celebrações pelo Dia do Índio no MI. Uma programação variada e  gratuita  atraiu visitantes de diversas tribos e idades. Durante toda a tarde, o público pode participar de inúmeras atividades, entre elas duas oficinas interativas, o lançamento do filme Karioka, de Takumã Kuikuro (MT) e a reabertura da  Biblioteca Marechal Rondon, com a inauguração da mostra Florestas de Livros, reunindo publicações de autores indígenas. E para encerrar o dia, uma apresentação fulni-ô (PE) de cantos e danças.  As atividades especiais para celebrar o Dia do Índio prosseguem  até o final de abril. Confira aqui a programação completa e participe!


Museu do Índio lotado durante apresentação dos fulni-ô


O premiado cineasta indígena Takumã Kuikuro fala sobre
seu novo filme destinado ao público infantil,
antes da sessão de estréia



Visitantes aguardam para serem pintados pelos kuikuro (MT).
As pinturas corporais são feitas com tinta a base de
jenipapo e têm duração média de duas semanas.  Tudo
 como nas aldeias.


Exemplo de reciclagem: as crianças aprendem com os fulni-ô
 a confeccionar cocares utilizando canudinhos de plástico.   

A Biblioteca Marechal Rondon reabre com um novo espaço
dedicado aos leitores mirins. A reabertura foi marcada com a
inauguração da mostra Floresta de Livros.



Comunicação Social/ MI
20/04/2014

domingo, 13 de abril de 2014

Domingo de celebração no Museu do Índio

Mais um dia de atividades gratuitas com danças e cantos Fulni-ô (PE), pintura corporal Kuikuro (MT) e  muita interatividade com o público.  A programação ao ar livre  preparada especialmente para celebrar o Dia do Índio (19/04) se estende até o fim do mês. Veja mais aqui

Foto: Celso Renato Maldos
  



Comunicação Social/ MI
13/04/2014

Pesquisar este blog

Carregando...

Você já esteve no Museu do Índio?