sexta-feira, 20 de março de 2015

Universitários Kaigang (SC) no Museu do Índio

48 Kaigang viajaram de Santa Catarina ao Rio, especialmente para visitar o Museu do Índio. No grupo, alunos e professores do curso universitário de Licenciatura Intercultural Indígena, oferecido pela Unochapecó.
Pela primeira vez no MI, os estudantes se encantaram ao conhecer a Biblioteca Marechal Rondon, a reserva técnica, a casa Guarani e o espaço Índio e Arte.  Eles aproveitaram para visitar a exposição Ashaninka (AC) apresentada no Espaço Museu das Aldeias.







Comunicação Social/MI
20/03/2015

quinta-feira, 19 de março de 2015

Pesquisadores Kalapalo do Alto Xingu em ação no Museu do Índio

O  Projeto de Documentação de Culturas Indígenas – PRODOCULT, promove, esta semana, no Museu do Índio, oficina com pesquisadores Kalapalo, do Alto Xingu (MT).

Tauna Kalapalo e Kohizinho Kalapalo realizam trabalho de qualificação de acervo. A atividade consiste em agregar informações às coleções da instituição.  Esses conteúdos são incluídos na base de dados do museu. A ação é, também, relevante pois muitas vezes, ao ter contato com a sua cultura material, os grupos indígenas recuperam o modo de fazer - perdido ao longo dos anos - de alguns objetos do seu cotidiano.

Os pesquisadores indígenas trabalham, ainda, na edição de imagens, capturadas no alto Xingu, em 2014, sobre a fabricação do pilão. O resultado da ação será um vídeo sobre o assunto.

Também participam da oficina, a antropóloga do PRODOCULT, Marina Novo, e os editores de imagem do Museu do Índio, Michel Salibe e Rodolpho Villanova.
A iniciativa acontece de 16 a 20 de março.



















Comunicação Social/ MI
19/03/2015

segunda-feira, 2 de março de 2015

Oficina com os Kaiowa no Museu do Índio

O Projeto de Sonoridades (PRODOCSON) que integra o Programa de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas (PROGDOC) promoveu oficina de qualificação de acervo Guarani-Kaiowa no Museu do Índio.

À frente da iniciativa,  o pesquisador Izaque João, primeiro coordenador indígena do PROGDOC. Também coordenou a ação o pesquisador Spency Pimentel. Além disso, participaram os Guarani- Kaiowa, Valério Vera Gonçalves - rezador da aldeia Panambi, em Douradinho/MS e Atanásio Teixeira - rezador da aldeia Limão Verde, em Amambai/ MS.

A oficina, que aconteceu de 23 a 27 de fevereiro, contou ainda com a presença do antropólogo e pesquisador indígena convidado Tonico Benites.

Nos cinco dias de oficina, o grupo realizou trabalho de qualificação de registros audiovisuais e objetos rituais ligados aos cantos da etnia. Eles aproveitaram a ocasião para discutir sobre desdobramentos futuros do PRODOCSON com os profissionais do Museu do Índio.

Maria José Sardella, do Serviço de 
Conservação do Patrimônio Cultural
e Arquitetônico do MI na oficina de 
qualificação com os Kaiowa

  Guyrapa'y - instrumento musical Kaiowa
que só pode ser tocado após prática de reza.
A peça faz parte da coleção Kaiowa do
Museu do Índio


Rezador Guarani Kaiowa tocando o Guyrapa'y no 
Museu do Índio



Comunicação Social/ MI
02/03/2015

Pesquisar este blog

Carregando...

Você já esteve no Museu do Índio?